segunda-feira, julho 16, 2007

Educação e o Second Life

Entrevista que eu fiz com o professor Carlos Valente sobre o Second Life. Essa entrevista teve o foco em Gestão de Marcas.

3 comentários:

Carlos Alberto disse...

Luciane,
Assisti a sua entrevista com o Prof. Carlos Valente sobre o Second Life.
Sem dúvida que essa nova realidade virtual depende de aperfeiçoamento, entretanto se verifica que diversas empresas já divulgam suas marcas nesse segundo mundo, mas de maneira tímida.
Tenho constatado ainda, um certo preconceito, de muitos adolescentes, e esse preconceito aumenta quando aumenta a idade.
Entretanto, o ambiente é propício para conquistar alunos, na educação virtual, disso não se têm dúvidas. A dificuldade de muitos hoje é o tempo e a distância para freqüentar um curso, sem se contar nos custos para isso, e o abandono da família.
Com toda a certeza um curso real no Second Life vai atrair muitos interessados, com o conforto de estarem assistindo aulas nas suas casas, em tempo real, ao lado de sua família, quebrando esse preconceito inicial sobre qualquer inovação.
Como seria de enorme sucesso, nesse mundo virtual, uma ilha biblioteca, sobre todos os temas e assuntos, uma nova biblioteca de Alexandria, com a possibilidade de consulta e impressão dos livros, como diz o Prof. Carlos Valente.

Alexandre disse...

Concordo. A tecnologia está evoluindo para uma forma onde o aluno cada vez mais pode participar do aprendizado. O que é necessário é saber como motivà-lo.

Prof. Alexandre

Alexandre José disse...

A "tecnologia web" certamente é um grande atrativo pelo fato de colocar o usuário como o sujeito que comanda sua busca, seja ela qual for de acordo com seus interesses. Consegue-se aprender muita coisa sozinho, mas o mais importante é que seja criado dentro deste ambiente um espaço de reflexão no qual o educador terá o papel de organizador e mediador de novos conhecimentos. Por experiência própria tenho por convicção que a reflexão deve ser provocada e motivada. Somente quando nosso conhecimento é colocado em xeque é que nos mexemos, para através de novas reflexões, sair do "momento de comodismo".

Alexandre José Krul
Especialista em Gestão e Planejamento escolar e filósofo.

Case Barack Obama - Marketing Viral e Redes Sociais

Incrível vídeo Geração Y